quinta-feira, 30 de Março de 2017

 


Mortes previstas para 2017






Faz hoje (10 de janeiro de 2017) um ano que o mundo acordou estremunhado com a notícia da morte de David Bowie. Era o prenúncio de um ano negro no que à perda de vultos artísticos, desportivos ou políticos diz respeito, tal foi a catadupa de óbitos de gente célebre a que nos tivemos de habituar.

Tentando preparar os corações dos milhões e milhões de pessoas que, em todo o planeta, sentem a morte de um ídolo como se de um familiar se tratasse, o site Deathlist elaborou uma lista das mortes prováveis de 2017. A tabela foi elaborada com a ajuda de especialistas em várias matérias e é evidente que o critério etário foi aquele que mais pesou na selecção dos famosos que nos arriscamos a perder no ano que agora começou. É o caso do bilionário David Rockfeller e do ator Kirk Douglas com, 102 anos e 101 anos respetivamente. Em 2016, das 50 mortes previstas, 12 registaram-se de facto, com destaque para Muhammed Ali, Zsa Zsa Gabor, o Rei da Tailândia ou Fidel Castro.

Desta feita constam da lista Javier Perez de Cuellar ( 97 anos), o Duque de Edimburgo (96), Stan Lee (95) , a atriz Betty White (95), os Presidentes Jimmy Carter, George Bush e Robert Mugabe (93), o comediante Jerry Lewis, Hugh Hefner e Isabel II (91), Bento XVI (90). O mais novo é Joost van der Westhuizen, glória do raguebi sul-africana de 46 anos, vítima de doença neurológica.



Referências

  1. The DeathList 2017